Julia Marina

 

Julia Marina se formou em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Católica do Rio de Janeiro, em 2008.

Foi durante anos, assistente de cenografia e figurino em inúmeros projetos junto aos cenógrafos e figurinistas Lidia Kosovski e Ney Madeira.

Depois de formada começou a cursar o Workshops de cenografia ministrado por Helio Eichbauer no então recém inaugurado Espaço Cultural Tom Jobim, onde ingressou na equipe como assistente de figurino de Biza Vianna para o espetáculo “Bodas de Sangue” dirigido por Amir Haddad.

No teatro Tablado, onde começou a cursar em 2000, experimentou várias áreas, participou de varias equipes das peças infantis de Maria Clara Machado, com direção de Cacá Mourhté tais como “O Alfaiate do Rei”, “O rapto das cebolinhas”, “O dragão verde” e “Tãotão” e foi na cenografia que conseguiu juntar as duas paixões Arquitetura e Teatro!

A partir de quando passou a se dedicar à pratica e aos estudos cenográficos, em 2007 entrou para equipe do espetáculo “Z.E. – Zena improvisadas” assinando cenário e figurino entre 2007 a 2009.

Assinou o figurino do espetáculo “Eu e os meninos” em 2010, cenário “Peça Ruim” em 2014, cenário “ Uma Carta Perdida” em 2014, cenário “Tetéia” em 2015, cenário e figurino “Antologia do remorso” em 2015 entre outros.

Em 2011 entrou como assistente de cenografia para Rede Record onde ficou ate 2015.

No ano de 2016 se dedicou ao cinema, tendo sua primeira experiência para longa metragem, sendo assistente de cenografia para o longa  “Porta dos fundos – Contrato vitalício”, fez parte da equipe como produtora de arte no longa “B.O. (baixo orçamento)” com direção de Daniel Belmonte.

No mesmo ano idealizou e produziu o cenário para o espetáculo “O diabo não pode ser POP”, “O cheiro do escuro”.

Em 2017 realizou o cenário da peça teatral “Namastê” e “Maior que o mundo”. No mesmo ano retornou a TV, pela produtora Casablanca, para a novela “Belaventura”, e em junho ingressou na equipe do reality show “Dancing Brasil” pela produtora Endemol ambas como produtora de arte.

Em 2020, começou o ano trabalhando na produtora Casablanca como assistência de cenografia para a novela “Gênesis”, em março entrou para a equipe do reality show “O próximo nº1 – Villa Mix” pela produtora Endemol, porem no mesmo mes foram suspensas as gravações por conta da Covid. Em junho desse mesmo ano foi chamada para fazer parte da equipe da gravação do show do Gilberto Gil para a Tv francesa. Em seguida fez as lives da Devassa Tropical do Gil, Novos Baianos e Nando Reis com Duda Beats e Pericles para Neoenergia.

 

-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-

 

Julia Marina graduated in Architecture and Urbanism at Catholic University of Rio de Janeiro, in 2008.
She worked, for years, as scenography assistant and costume design in numerous projects with the scenographers and costume designers Lidia Kosovski and Ney Madeira.
After graduating, she began to attend scenography workshops given by Helio Eichbauer at the then recently opened Espaço Cultural Tom Jobim, where she joined the team as costume assistant to Biza Vianna for the show “Bodas de Sangue” directed by Amir Haddad.
At the Tablado Theater, where she began to study in 2000, she experimented in various areas, participated in several children’s plays teams by Maria Clara Machado, and also others directed by Cacá Mourhté, such as “The King’s Taylor”, “The Chives Kidnapping”, “The Green Dragon”, and “Tãotão”. There, as a scenographer, she managed to mix her two passions: Architecture and Theater.
Between 2007 and 2009, while committed to studying and practicing scenography, she joined the show “Z.E. – Zenas Improvisadas”, signing in to its scenery and costumes team.
She signed the costumes for the play “Me and the boys” in 2010, the scenarios for “Ask Ruim” and for “A Lost Letter” in 2014, the scenario for “Tetéia” in 2015, the scenario and costumes for “Anthology of remorse” in 2015, among other plays.
In 2011, as set designer assistant, she joined TV Record Network where she stayed until 2015.
In the year 2016, she dedicated herself to movies, having her first experience for a feature film called “Porta dos Fundos – Lifetime Contract”, as a scenography assistant. She also took part as an art producer for the feature film “BO – Baixo Orçamento” (or “LB – Low Budget”, directed by Daniel Belmonte.
In the same year, she conceived and produced the stage for the shows “The Devil Cannot be POP” and “The Smell of the Dark”.
In 2017, she set the stage for the play “Namastê” and “Bigger Than the World”. She then went back to TV, through Casablanca Productions, for the soap opera “Belaventura”, and in June, she joined the reality show team “Dancing Brazil” by Endemol Productions, both as an art producer.
In 2020, she started the year working for Casablanca production company as a set design assistant for the soap opera “Genesis”. In March, she joined the reality show team “The Next nº1 – Villa Mix” by the producer Endemol, although the recordings had to be suspended because of Covid. In June, she took part in the recording team for Gilberto Gil’s show for a TV station in France. Next, in sequence, she made the live shows “Devassa Tropical do Gil”, “Novos Baianos”, “Nando Reis with Duda Beats”, and, finally, “Pericles for Neoenergy”.
.